domingo, 15 de janeiro de 2012

COROA NOTA 10











20 comentários:

  1. Boa noite,

    Adorei! Estarei sempre disponível. Sou de Ribeirão Preto-SP.

    Abraços e um beijo nessa bela bunda!

    Emerson Safado

    ResponderExcluir
  2. oi sou do parana e adorei suas fotos adoraria fode-la bem gostoso fazer vc gosar no meu kctão até escorrer sua porra pelo meu pau

    ResponderExcluir
  3. oi sou do parana meu msn sosexo1994@hotmail.com me add pra trocarmos algumas palavras excitantes e interessantes

    ResponderExcluir
  4. Essa mulher é maravilhosa

    racbin@bol.com.br

    ResponderExcluir
  5. Nota 10 q nada a nota p vc é 1000 . Maravilhosa

    ResponderExcluir
  6. LUCIANO DOTADO DO ABC28 de agosto de 2013 13:03

    BOA TARDE PARA ESSA DAMA QUE E NOTA 10 SEMPRE SERA A 1 DO MEU BLOG UMA DIVA QUERENDO SEXO HORAS E HORAS DIAS E DIAS ME LIGA LUCIANO DOTADO DO ABC 11 96913 0637 BEIJOS NO SEU CORPO INTEIRO NAO TENHO MAIS PALAVRAS LIDA DEMAIS

    ResponderExcluir
  7. Sou porteiro-vigia de um prédio na zona norte carioca, bairro da Tijuca, e fui contratado devido ao meu porte atlético. Sou negro e tenho 1,88 m e sou do tipo 'armário'. Fui lutador de boxe peso pesado. Cara de brabo, poucos amigos. O síndico me contratou por estes requisitos e ganho uma boa grana por fora já que nas falcatruas do malandro, ele me dá em dinheiro vivo uma parte juntando assim com o meu salário. No prédio, vários blocos, vive um casal cujo marido já está com seus 60 anos. A mulher é uma loba que está com 52 anos. Logo me chamou atenção a maneira com que ela me olhava. Não era olhar de reprovação. Era um olhar atrevido, que me deixava confuso. Dava tesão. Era mulher muito gostosa para a idade e gostava de mostrar seus predicados. Principalmente o grande e belo rabo. Notei que, quando chegava com o marido, ou não, de uns tempos para cá, usava calças mais apertadas para mostrar justamente bem a bunda. Via ela passando e usava calcinhas minúsculas. Calças brancas e calcinhas vermelhas, pretas, azuis... sempre de calça compridas e sandálias e sapatos com saltos altos para empinar mais. Com o marido do lado, as calças ficavam mais escuras. O sujeito parecia não notar a provocação dela. Uma vez, ela me apareceu de calça branca mas sem calcinha ! Conversou comigo, simpática, eu sentado atrás da mesa e ela bem de frente para mim. O bocetão bem delineado. Perguntava de tudo e eu respondia mas olhava para os fartos seios dela também pois usava um top azul com um tremendo decote ! Virou-se acintosamente, de repente, sem motivo algum, para falar do quadro bem em frente da minha mesa e acima do sofá, que era horroroso que precisavam trocar. E eu babando olhando para aquele bundão enorme, apertado, dentro da calça branca. O pau endureceu logo ! Sou bem dotado. Tenho um pau 'monstro' que vocês já devem ter visto na internet. A cabeça do pau não é lá muito grossa mas a circunferência do tronco... parece um galho de árvore ! E tenho 28cms de pinto. Alegria da mulherada tarada.

    ResponderExcluir
  8. E a dona Janira - é este o nome dela - continuava fazendo das dela. Ficava de perfil só pra ver o tamanho do rabo e dos seios, era bem cuidadosa com o corpo e não tinha nenhuma gordurinha na barriga. Aí o marido dela interfonava perguntando se a esposa tinha passado por lá. Dizia ser o marido dela e ela vinha ao interfone: " Mor, tive lá no carro, procurei tudo quanto é canto mas acho que perdi o brinco. Já estou subindo "!, e me entregava o interfone com cara de raiva e bufando. Bom, com essa "deixa" enorme era hora de dar em cima da pilantra. Aquele rabão necessitado de pica seria meu ! Noutro dia, ela apareceu, deu tchauzinho, rebolativa e sorridente, com o marido tirando o carro da garagem. Eram 9 hrs da noite. Voltaram umas 2 da manhã mas ela não passou pela minha frente. Nada poderia fazer a não ser esperar. No sábado, ela saiu com a calça branca de puta e calcinha azul clara enfiada no rabo. Pensva no marido dela. o cara parecia gostar de exibí-la e não a protegia de nada ! Uma coisa é sair com uma mulher gostosa mas não necessariamente expor totalmente suas delícias. Vemos isso na rua todos os dias mas ele - e muitos - fazem, ou deixam, suas mulheres saírem feito verdadeiras putas ! Para delírio dos machos comedores !
    São exibicionistas querendo, no fundo lá da alma, ser cornos ! Mas aí sempre aparece uma que quer meter-lhes os chifres de verdade ! sabem que estão sendo exibidas para as feras e, de repente, surge o que elas sempre sonharam ter. No caso da dona Janira, o fetiche dela era, claro!, um negão enorme.

    ResponderExcluir
  9. Saíram, naquele sábado, às 9 horas da noite novamente mas voltaram 3 horas da manhã, um pouco mais, um pouco menos. Ela passou por mim e dava para notar que estava de pileque. Ela ficou me olhando com ar de tesão e o caralhão logo subiu dentro das calças. Precisei tirá-lo da cueca e abrir o zíper calça de brim azul marinho para dar uma 'fresca' nele. O marido estacionou o carro e veio também pela entrada principal. Estava bêbado. " Vem cá, sua piranha ! Fica dando em cima daquele cantor de pagode comigo do seu lado, sua escrota? Porra...", disse, voltando-se e apontando para mim, e continuando, "... o seu Hélio é enorme perto daquele louva-deus vestido branco ! Deve ter um caralho do tamanho dos "dus" cavalos e você vai gostar por é uma égua, isso, sim! potranca filha duma puta "!, disse e foi na direção dela mandando ela entrar no elevador. Já de pau meia bomba, guardei-o e fui até o sujeito pedindo para baixar a voz, com delicadeza, porque os vizinhos iriam acordar e não seria nada bom para os dois. Pelo incrível que pareça, o cara topou relaxar. Pediu desculpas e deu, ele próprio, quando abria a porta do elevador com força excessiva, com o nariz nela ! Tonteou e quase caiu no chão, de nuca. Eu o salvei segurando-o pelo braço e deixando que caísse lentamente e levemente. Aí não teve jeito. Reanimei o cara que tinha caído desacordado. Peguei como criança, ele pedindo para colocá-lo no chão todo instante e, vendo que não daríamos no elevador, todos os três, ela subiu primeiro para abrir a porta do apartamento. Eu, quando o elevador voltou, entrei segurando-o pela cintura com o braço dele passando pelo meu pescoço e segurando o pulso esquerdo dele com meu braço esquerdo. Eu, um pouco arqueado. Chegando lá, coloquei-o na cama. A mulher deu-lhe um saco de gelos mas estava tão bêbado que não queria e nem conseguia colocar o saco de gelo no nariz. Ela, então, aproveitou e ficou de quatro na cama, passando o saco de gelo no nariz do marido, arrebitando bem a bunda para que eu visse aquele monumento a deusa calipígia ! Olhou para mim sorrindo, passando a língua na boca, dando depois umas reboladas e aí não me aguentei. O cara esta com os olhos fechados com a luminosidade do quarto e ainda tonto. Bêbado. O meu pau estava bem duro dentro da calça de brim indo pro lado esquerdo. Encostei o meu porretão na bunda dela mesmo ainda estivéssemos ainda de calça ! Ela virou-se para mim e disse baixinho: "nossa..." e ficou se roçando nele por minutos e eu aproveitei e coloquei as mãos na cintura dela. " Acho que ele dormiu...", disse ela bem baixinho. Realmente, o cara estava dormindo.

    ResponderExcluir
  10. " Vamos dar uma trepada " ! disse ela se virando e passando os braços por trás do meu pescoço e as pernas entrelaçadas na minha cintura ! Que mulher ! Surpreso com a iniciativa, fiquei olhando pro corno, deitado, que agora se virava pro lado oposto da cama onde estávamos eu e a esposa dele na maior sacanagem. Só que eu me lembrei de uma coisa que poderia provocar uma broxada daquelas ! A portaria ! " Vamos para lá, então...", disse ela, com sacanagem nos olhos. Mas tinha as câmeras, não poderia ser feito lá. Precisa ficar próximo e as escadas seriam um lugar perfeito. Daria para ouvir o interfone, a movimentação do elevador e não tem nenhuma câmera nas escadas. Nem nos corredores dos apartamentos. Ela, moradora do quarto andar, só precisaria descer por elas até o térreo." Quer sentir a potência do negão ? É só descer até lá que eu te espero". Escada porque o elevador tem câmera. Desci e esperei. No silêncio da madrugada, ouvi os saltos altos dela. Torci todo instante que não caísse por que estava de pileque, como havia dito. Fui até lá. Ela estava no terceiro degrau da escada, me esperando, tinha um tablete de manteiga na mão. Me deu um beijão de língua e já foi fazendo carinho no caralhão. Pediu para que subisse até onde estava e desceu. Trocamos de posição com ela ficando na altura do meu caralho ! Um pouco longe mas ela abriu o zíper e meteu a mão lá dentro tendo dificuldade em tirá-lo ! estava espantada com o tamanho do caralho ! " Não sei se vou aguentar, não", falou olhando para mim e sorrindo. Estava afobada e dei uma ajuda. O pinto foi para fora e tocou com força na bochecha esquerda dela. Levou um tapa de pica ! Ela sorriu de novo, nervosa, e abocanhou a cabeça conseguindo ir pouco centímetros do tronco já que é humanamente impossível engolí-lo todo. E a boquinha dela, muito bonitinha e carnudinha para a idade, não daria mesmo. Mas estava ela" com muita fome". Mamava apoiando-se nas minha pernas. Mordia o tronco e lambia as veias do tronco. Um tesão. Batia punheta com força, se divertia com o brinquedão de 28cms.

    ResponderExcluir
  11. Ela lambia,dava mordidas, sorria. Passava o tronco no rosto e acariciava ele num lado e depois do outro. Me sentia um Deus. Lambia, indo do saco até a ponta da cabeça. Metia a ponta na língua bem na racha da cabeçorra. Abria boca e engolia o que podia, não muito,e fodia. Fazia um 'O' com o dedo de indicador e o polegar e sorria não poder tocar as pontas do dedos nem sequer as unhas vermelhas e batia uma punheta de dedos. As mulheres balzaquianas e lobas são mestres neste tipo de sacanagem. O tablete de manteiga e já sabia para que serviria. Meter naquela bunda linda e estufada que vislumbrava de cima dos degraus da escada. lobas rabudas como ela são exímias em darem o rabo. Algumas são viadas. Mas nem todas topam levar um imenso caralho de um dotado na bunda quanto mais de um hiper dotado como eu. E eu não comia um rabo fazia meses. A última enrabada que dei aconteceu de forma inusitada.

    ResponderExcluir
  12. Fui numa festa junina na escola do meu filho e sentei à mesa de um casal conhecido cujo filho era amigo dele. Um casal na faixa dos 30 e muitos anos. A esposa era um tesão ! Loira, lembrando a atriz Fernanda Sousa só que gordinha. Gordinha onde toda a mulher gordinha tem que ser. Coxas grossas e de rabo grande. Bunda grande mesmo e redonda ! Seios normais e cintura bem feita com quase nenhuma gordura abdominal. Queimada de praia porque os dois finais de semana, inclusive o sábado da festa, foram de sol forte e eles aproveitaram. O marido era um moreno de estatura mediana. Conversaram comigo mas bebiam muito e, quando a cerveja começou a fazer efeito, o papo deles foi esquentando. Falavam de sexo na minha frente. De repente, a coisa ficou bem mais apimentada parecendo estar invisível para eles."Amor, esta história de comprar um enorme caralho negro de borracha, grosso e de 25cms, eu não vou fazer isso, não. Porra, eu sei que tu dá a bunda com prazer danado mas o meu caralho já não te dá prazer ? Mais 10 cms que o meu caralho, não...", " Juca, por favor. Você foi o grande incentivador disso. Fica querendo que eu assista aqueles filmes de sacanagem americanos, com uns negões de pirocas imensas e que enfiam aqueles enormes caralhos nas bundas das loiras. Só sonho com isso, desde então ! Se elas podem eu posso ! Ora, só quero sentir o que elas sentem. É um desafio. Para ver se tenho coragem..."," Sueli. Pense bem... Não sou eu o culpado. Você anda passeando por aí com calças bem apertadas e os machos estão ficando loucos. Até o tal menino parecer e mostrar o caralho para você. Era grande, não era ?"," Nossa, se era. O mulatinho deveria ter um pinto de uns 20cms no mínimo. E como era grosso ! Deveria ter uns 14 anos o cretino !","Aí você começou com essa parada toda ! Caramba, amor... Hélio, posso fazer uma pergunta íntima ? Todos os negros são bem dotados? Você, por exemplo, é bem dotado"?, perguntou e, até cair a ficha, fiquei calado. Dei um gole na minha cerveja e uma mordida num espetinho de carne. "Meu caralho é muito, muito grosso na circunferência e tem 28cms de comprimento. Mas existem negros de pinto pequeno, sim", respondi. O sujeito riu, não acreditando e aí cometeu um erro daqueles. " Sueli, minha deusa, está resolvida a parada do pinto gigante negro de borracha que é caro para caralho ! O Hélio, se comprovar com a fita métrica ter um caralho de 28 cms, você dá para ele ! Se ele tiver 27,99 cms ele me dá 2000 reais. Topas, Hélio "? perguntou e vi que a mulher se incomodou por que eu sou grandão. " Topo. Mas quem vai... quem vai receber o... membro no bumbum é quem deveria dizer se topa ou não, não acha, Juca ? Pergunta para a Sueli...", respondi. Sim, pensava ser sacanagem do Juca. Ele iria recuar. " Juca, que que isso ! Não deveríamos estar discutindo isso na frente de ninguém mas passamos dos limites. Posso virar uma traidora e você corno ! Caramba, pensa "!, disse a Sueli. "Amor, se este cara estiver falando a verdade, resolvemos isso hoje mesmo, e, sinceramente, sou bom jogador, ganho mais do que perco e ele vai ter que me dar uma boa grana e aí compro essa porra de caralho de borracha enorme que você quer ! E ainda sobra muito dinheiro. Bom, hoje o Marquinhos vai para a casada avó e o seu filho, Hélio ? Fica com você ou vai para a casa da mãe ?"," Ficaria comigo...","... então ele poderia dormir na casa da mãe da Sueli ? amanhã e você pega ele. Ele vão adorar "! E foi o que aconteceu.

    ResponderExcluir
  13. A ideia era boa, meu filho adorou e seguimos em dois carros até a casa da sogra dele. Lá, deixamos os dois meninos e o meu carro seguindo no carro deles até a casa onde moravam mas aí a Sueli disse que seria dar uma bandeira danada chegar lá com um negão do tamanho de um armário. A ideia então foi ir até à casa e pegar as chaves de um condomínio em construção onde era o mestre de obras. Em uma das casas, tinham iniciado a decoração dela para mostrarem aos visitantes e possíveis compradores. Alguns móveis tinham chegado ontem de tardinha. Fomos lá e o Juca foi até a casa deles e pegou as chaves. Veio sorrindo, mostrando uma fita métrica. Seguimos para o condomínio que era todo murado mas com uma entrada de serviço no final. "Para descarga", disse. O vigia ficava na entrada da frente e a casa um pouco afastada da guarita onde o cara ficava. Entramos por uma estrada de terra nos fundos do terreno. Seguimos e deixamos o carro. Fomos até o portão e facilmente entramos. Algumas casas, ainda nos tijolos, estavam com as luzes acesas para facilitar a vigilância. A 'nossa' casa, quase pronta, o andar de baixo com as luzes acesas. Ficava longe da vista do vigia. Entrando nela, vimos um sofá e cadeiras espalhadas. Mesa de canto, mesa de centro e mesas de jantar. Só. Tudo precisava ser rápido.

    ResponderExcluir
  14. " Ae, tira o caralho para fora para mostrar se tu tá falando a verdade, Hélio. quero minhas 2000 pratinhas... ", disse o Juca. " Eu tiro mas ele precisa ficar duro e quem irá medir", perguntei. " Eu já fui enfermeira então tô acostumada. deixa comigo"., disse a Sueli. Tirado o caralho para fora da calça, os dois ficaram assustados e perplexos. Mas era preciso algo para animar o porretão e a Sueli, ainda hipnotizada, disse que o jeito era ela 'anima-lo'. Foi pro sofá e ficou de quatro nele fazendo uma dancinha para lá de sensual enquanto que eu, cara de pau - e de tarado mau -, punhetava olhando para ela. Chegou a sorrir para mim sem o Juca perceber.

    ResponderExcluir
  15. Aí ela veio com a fita métrica.mediu por cima, da base do tronco até a ponta da cabeça, passando ela veiúda principal. Ela fez que iria segurar algo tão poderoso mas voltou atrás. " Vinte e oito centímetros eeee 5 milímetros "!, disse, para o desespero do Juca que não acreditava. "Oras, vá lá então e meça você mesmo "!, explodiu com raiva, querendo entregar a fita métrica para ele co o braço esticado na sua direção."porra, mané, Ganhou" !, disse o Juca quase chorando. " Só como se a se A Sueli quiser, e sou calmo, não machuco"!, apíos dizer isso, a Sueli foi pro sofá, baixando a calça até os joelhos deixando uma calcinha minúscula cor de rosa aparece,r num bundão enorme queimado de praia. Ficou logo de quatro e, com extrema facilidade, empinou o bundão. "Pode vir, com cuidado...", disse a Sueli me olhando com olhos de aprovação de uma professora de primário. Aí, o Juca lembrou não ter Ky e nenhum tipo de lubrificante.

    ResponderExcluir
  16. teria que ir ao fundo do terreno, o Juca, buscar uma garrafa de óleo de fritar - ou de azeite - no rancho porque, no cuspe, não vai entrar, ele saiu e a Sueli aproveitou para pegar no poderoso. Sorria feito a dona Janira. Elas adoram e você vira um deus ! " Será que ele vai demorar, dá para dar uma chupadinha " ? E foi logo metendo a boca. Chupou forte por um minuto e depois foi se sentar, esperando o marido que logo chegou apressado. Que 'timing'!Trazia uma lata de azeite Maria. Passei bem azeite no caralhão deixando-o bem lubrificado enquanto ele, disse ele!, Juca, passou no meio do rabo da esposa que, após abaixada a calcinha por ele, disse, ele!, Juca, até antes do joelho da rabuda esperava, ela, por mim. Fui com a seringa negra pronta. O rabo era grande e não dava para enxergar o cuzinho mas o jequitibá negro achou o caminho abrindo bem aquela imensa bunda queimada de praia."Tá lá ?", perguntei

    ResponderExcluir
  17. "Tá, na portinha, vai com calma,pelo amor de Deus"!, pediu novamente a Sueli.O fato era que ela queria ter um caralhão no rabo só que agora viria um de carne mesmo comandado por um negão. E 3,05cms maior. E bem mais grosso. A glande entrou fácil pois ela não é tão grande mas o tronco é algo de anormal. Foi um sufoco para ela e par mim ! Devagar, consegui depois de bons minutos, meter mais de 20 cms para dentro mas como o bicho é muito grosso, só currando. Comecei a foder e ela rebolava gemendo com lágrimas nos olhos. O maridão aproveitou e deu o dele para ela mamar. Grande Juca ! E não tirava os olhos do negão aqui e do tronco imenso que abria bem aquela bunda de deusa da Sueli. Parava e ficava pulsando no cú dela e ela dizia estar adorando ! Mais caralho para dentro e o corno pegou a fita métrica e foi medir pedindo para eu parar de socar. " 5cms... 23cms dentro, amor !, faltam dois " , disse mas não consegui entrar mais. A grossura atrapalhava e que rabo apertado tem a Sueli. Teria de comê-la mais 3 vezes seguidas para alargar de vez aquele cú ! Disse que iria esporrar e ele pulsa forte e com muito leite. Tenho 49 anos. "Gozei duas vezes !", disse ela. saiu feliz e o corno arrasado com a certeza que a baixa gordinha e rabuda Sueli não era mais dele. Tenho procurado por ela as escondidas mas não tenho tido sucesso. Parece que se mudaram de Bangu. Mas tem a escola dos meninos... Voltando a dona Janira.

    ResponderExcluir
  18. Mamou e se divertiu com a pemba negra como pode mas, agora, queria fodê-la então pedi para a d. Janira que se levantasse. Ela se levantou e desci os degraus das escadas indo até ela e segurando-a pelos ombros. Num movimento rápido, fiz que ela se vira-se de costas mostrando o que queria e do jeito que queria. Ela virou o rosto para mim e sorriu começando a desabotoar a calça branca apertada que usava. Baixou o zíper e desceu a calça fazendo 'pular' o rabão para fora. deixou a calça bem nos tornozelos impedida de tirá-la por dois lindos scarpins saltos altos brancos. Usava uma calcinha mínima azul. Beijei a nuca dela depois o pescoço. Desci até a bunda dela e dei dois beijos e cada nádega. Segurei meu 'monstro' e botei a mão nas costas dela insinuando-a a se escorar na parede. Ela fez isso. Mirei na boceta após botar a calcinha de lado, sobre a bunda, 'lapa' esquerda. Ia entrar mas estava bem apertada." Pega o tablete e passa manteiga nele...", disse. Fui lá e peguei o tablete, abri a passei manteiga em todo o pau. Manteiga sem sal. Voltei e ela estava com as pernas mais abertas possível o quanto a calça podia deixar. Ela segurava a calcinha também e vi ser toda depilada. O caralho de 28cms entrou devagar mais foi indo, ocupando com sua grossura descomunal toda a boceta. Ela simplesmente adorou ! "Meu Deus, como é grande e grosso ! Fode, vai...", falou com sorriso iluminado e olhos brilhando. Fodi devagar e cadenciado fazendo com que ela começa gemendo baixinho mas aumentando o tom a cada estocada que dava. Precisei botar a minha mão esquerda na boca dela, tampando-a, ou iria acordar os vizinhos mais próximos." Porra, gostosa, grita baixo ou seremos flagrados nesta putaria ! Que boceta apertada para uma loba boazuda como você ". E não parava. Vendo aquela bunda tesuda se abrindo com o contato do meu corpo, aquela mulher deliciosa gemendo e mordendo a minha mão, deu vontade de esporrar.

    ResponderExcluir
  19. Precisei tirar o caralho que saiu pulsando de dentro dela. "porque parou, seu Hélio ? Estava tão bom..."," D.Janira estou para esporrar e vou te dizer a verdade. Estes dias todos, a senhora tem me deixado louco por uma única coisa. Esta coisa eu não como desde de junho e a última trepada que eu dei foi há duas semana, com a mãe do meu filho, que não via pica mais de mês pois o marido dela viajou para a amazônia num projeto de 3 meses. A mulata estava louca por uma trepada e a casa estava vazia e ela veio toda gostosa. Bom, pedi a bunda dela e ela não quis me dar. Hoje eu quero gozar no teu rabo, d. Janira..."," Na minha bunda ? Caramba ! Olha só o tamanho desta trolha, seu Hélio ! Vai me machucar todinha""," Não vai não...pau e agulha são iguais. Quanto mais fino, mais dói. E eu entro devagarinho. E a senhora é ousada, corajosa. Vai gostar. Se doer muito eu tiro ele mas corro um risco: a senhora pode gamar e pedir bis... a senhora já deu a bunda ?"," Claro que sim ! Mas nunca como um desses, tão grande..."," pois bem. "A senhora, se gostar, vai querer sempre me 'visitar'. Fica de quatro ali, nas escadas. Vamos tentar"? E ela fez uma cara de que topava mas com dúvidas. Mas encaminhou-se para as escadas dado uma parada. levantou um pouco a calça até a altura dos joelhos baixando a calcinha até as coxas. Sabe tudo a piranha ! Um hiper dotado só consegue comer um rabão de quatro, em pé ou ela sentando nele. A melhor e mais sensual para mim é a de quatro pois você vê tudo e está no controle. Peguei mais manteiga e passei nele todo. Ela ficou de quatro, no segundo lance da escada, olhando para 'ele' e esperando a 'aplicação da injeção'." Último tango na Tijuca ! Mas, de quatro...", falou sorrindo. Abri um pouco a bunda dela com a mão esquerda e segurei firme o tronco com a mão direita. A cabeçorra entrou fácil e fui empurrando aos poucos a tora. Ela não reclamou pois parava e ela rebolava, rebolava. E assim ia abrindo espaço naquele rabo. "Tô sentindo as veias dele passando pela minha bunda e entrando pelo meu cuzinho... ai, ai, aaaaiiii...", e começou novamente a gemeção. Também, pudera. Como o 'monstro' e muito grosso, ele roça na parte interior da bunda das mais rabudas quando rasgando o cuzinho delas ! Duas sensações as mais safadas conseguem sentir. Precisei novamente colocar a minha mão na boca dela. E fodi, fodi e ela quieta, levando no rabo. Parei e disse que iria gozar. Consegui enfiar quase ele todo dentro dela mas precisei tirá-lo quase 10 centímetros. Jatos de porra quentinha invadiram aquela bunda maravilhosa e ela disse estar gozando com a pulsação dele nas paredes do cú e das nádegas carnudas. Tire-o de dentro, tonto, e ela me deu um beijo se vestindo rápido e tirando os scarpins. Subiu rapidamente as escadas e vi a calça branca dela toda molhada na bunda.
    Na outra noite, ela apareceu novamente e que queria repetir a dose mas precisaria de um descanso. Pediu para chegar cedo no sábado, antes do expediente, e ir até lá no apartamento deles - subindo pelas escadas - pois o marido iria com os amigos num jogo do Vasco e chegaria tarde. Aliás, o marido dela só acordou no outro dia com uma baita dor de cabeça. Bebida e chifres. Estou com sorte.

    Seu Hélio

    ResponderExcluir
  20. maravilhosa que tesao de mulher goste veja www.sexlog.com.br/mizita Joelmir_2010@hotmail.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores