quinta-feira, 14 de março de 2013

ESPOSA CADELA NO CIO

Fotos atendendo pedidos
 
 
 
 
 
 
 
Mais fotos de minha esposa chupeteira viciada em rola.
Comer ela eu até dou conta.
Agora, quero ver macho com leite suviciente para satisfazer esta verdadeira bezerra esfomeada.
Quando cai de boca em um pau amigo, pra largar da o que falar!!!
Agradeço o casal por atender o pedido.
Se você quiser ver sua esposa aqui no blog, envie suas fotos para gatpizarro@gmail.com e vc pode receber um pedido especial de foto. 

8 comentários:

  1. Ai amigo e jose tenho um pau de 23cm grosso vc ja me aciono amigo e me mandou algumas fotos de tua gata pra mim ver eu to tentando mandar uma do meu pauzao pra ela ver amigo um beijo pra o casal . Jose...miro.b2611@hotmail.com....msn...jose

    ResponderExcluir
  2. Procuro um casal assim. Tenho uma gozada realmente farta, fico impressionado quando gozo longe...

    Sou de Natal - Rio Grande do Norte.

    Entrem em contato terei o mior prazer em falar com vcs. bomsigiloso@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Belas fotos
    Estou a proucura de mulher casada ou solteira para sexo sem compromisso interresadas me mandem mensagem 02799491347 tenho apenas 16 anos. Se vcs quizerem to ae

    ResponderExcluir
  4. Comecei a entender de mulher aos 15 anos de idade. Veja, querido amigo corno, 'entender' aí não no sentido sexual e sim como funciona a cabeça de uma fêmea ! Nos anos 1970, uma família muito unida conheci. Seu Jardel e dona Teresa mais seus 3 filhos sendo que o caçula era meu amigo. O seu Jardel tinha, na época, 54 anos pois fui a seu aniversário. Dona Tereza era 10 anos mais nova que ele porque mamãe uma vez disse num conversa entre amigas e eu passava por elas e escutei. 3 filhos homens, dois na faculdade e o Beto, meu amigo, estudando no então 1º ano do científico. Mãe zelosa, ótima dona de casa. Era mulher gostosa mas se vestia discretamente. Uma rabão herdado, o Beto que disse certa vez - não disse perguntado sobre a bela e grande bunda da mãe -, que o avô materno era português e a avó materna uma negra bem bunduda ! Era uma morena de cabelos ondulados rosto muito bonito, olhos bem vivos - grandes - nariz afilado e boca carnuda. Seios fartos - herança portuguesa ?- e coxas grossas. Não era gorda o que lhe dava um corpão mas não era alta. Pederia parecer gordinha por ser mais para baixinha. Se fosse alta, caramba... Dona Tereza, às vezes, mostrava que era boazuda usando saias mais justas, vestidos apertados, e saltos mais altos nos pés. Na praia, sim, nós íamos à praia do Flamengo, ela usava um biquíni maior numa época que as tangas dominavam mas, pelo tamanho do popozão, parecia tanga mesmo ! Seu Jardel adorava vê-la de bruços torrando principalmente quando machos 'rondavam' a vizinhança metendo os olhos na bunda da esposa. 'Com 15 anos e essa bagagem toda, né, cheia de putaria, seu mentiroso ! ', perguntaria um de vocês mas o que acontecia era que eu fazia algo que todo moleque faz: comparar ! Comparava meu pai ao pai deles, minha mãe à mãe deles. Meu pai, na mesma praia, minha mãe tinha uma bundinha bonitinha mas sem sal, um corpo bacana mas comum, o meu pai ficava uma fera quando um malandro qualquer metia os olhos na 'fêmea' dele ! Já o seu Jardel, com a dona Tereza queimadona de praia, parecia adorar que a mulher fosse, pelos olhares indiscretos, 'comida' pelos machos mais velhos ( e ambulantes também), alguns bem jovens.

    ResponderExcluir
  5. Num dia de semana, calor forte de Verão, fomos para praia eu, o Beto e sua mãe, num início de tarde. Dona Tereza torrava ao sol e nós conversávamos. Depois de bater um bolinha, resolvemos dar um mergulho e ficamos lá por um tempo. Saímos d'água e não é que a mãe dele estava, sorrindo, de papo com um sujeito, um mulato enorme e forte para caralho, numa boa ? Perguntei ao Beto quem era e ele, na maior inocência, disse:" O salva vidas "! Peraí, olhei para o posto e vi o 'nosso' salva vidas, o Gomes, já quarentão, olhando sério na direção da dona Tereza e o outro salva vidas." Veio de Copacabana, ontem, segunda, para ficar 1º mês aqui cobrindo férias do outro salva vidas... como era o nome do parceiro do seu Gomes mesmo "? Coisa que me dava ódio quando criança e jovem era homem pirocudo ! Olhava pro meu e ele pequenininho. Graças a Deus, o meu, hoje, se não dotado, é de tamanho e grossura aceitáveis. Era o caso do seu Gomes e depois, notei, do mulato ! Quando passamos, ele, o cara, de costas para o mar, vi ! Ele 'carregava' uma verdadeira tora entre as pernas ! E o sacana, de calção vermelho - com o símbolo da cruz vermelha dentro de um bola branca na lateral do calção( sunga) -, estava de joelhos, de frente para a mãe do Beto que sorria nem um pouco abalada com a situação ! Quase que mandando a dona Tereza ir beijá-lo a pica ! E o 'bicho' parecia excitado já que fazia um bom volume na sunga. 'Meia bomba'. E o Gomes mandando 'sinais' pro colega. Achei aquilo muito estranho mas fui, de novo, bater uma bola com o meu amigo. Pouco tempo depois, a Beto dá um chute torto e a bola vai na direção da mãe dele. Vou pegá-la e aí estava o mulatão e o Gomes de papo com a dona Tereza ! Ela pediu para gente 'jogar bola mais longe' e foi o que fizemos mas não tirei mais os olhos dela. Troquei de lugar com o Beto. Vi quando ela se levantou da toalha estendida na areia, ficando breves segundos de quatro, com os caras olhando pro rabo dela, e, com passos rebolativos, foi na direção do mar. Outra mulher ! Notei, sim, que o Gomes passou a mão na cintura dela, sim !

    ResponderExcluir
  6. Ela foi ao mar, mergulhou, e saiu do mar na direção dos salva vidas. Vi, pela primeira vez na vida, que uma loba - quarentona - poderia ser um mulher extremamente sensual ! Mudei a maneira de pensar sobre as coroas, 'tias' e até algumas 'vovós'.Anos depois, a Vera Fisher revolucionou as lobas. Panela velha é que faz comida boa... Dona Tereza( ou "Teresa") continuou um papo com os dois sorrindo e até rindo com o Gomes falando coisas sérias no ouvido dela. Ele parecia 'agressivo' mas a reação da mãe do Beto era de olhá-lo 'olho no olho' e depois sorrir e até gargalhar ! O Mulato era alto, forte, musculoso. E o caralho dele estava, naquele momento, duro ! Uma imensa cobra que parecia sair para cima da sunga ! De longe, acredito ter visto parte da glande do pinto dele para fora ! O Beto não estava nem aí porque eu ganhava dele por 3 a zero ( nunca esquecerei ) no jogo de penalti. E era partida de Seis. De tão nervoso que estava, ele virou o placar e venceu !Dava gargalhadas, me sacaneava, e eu vendo a verdadeira sacanagem diante dos meus olhos, com a mãe dele e dois salva vidas. A mãe dele, engraçado, estava tranquila com a 'entrega' aos 'garanhões' não só pelo pequeno movimento na praia( já passava das 4 horas da tarde e só uns poucos banhistas e bem longe da gente) como ainda achava que seu filho, e eu, fossemos duas crianças. Quando, subitamente, o Beto foi até ela, sem avisar, os caras saíram de perto da mãe dele. O Gomes, coroa da idade de dona Tereza pelo menos, percebendo a chegada do Beto, puxou o colega mulato em direção do mar e foram mergulhar. Cheguei junto, mas olhando pros caras n'água, e a mãe dele disse que era hora de irmos embora. Ela se despediu fazendo um sinal que só poderia ser ' telefonarei para vocês' ! Ou eles para ela.

    ResponderExcluir
  7. A semana passou sem contratempos principalmente para um moleque de 15 anos como eu na época. Domingo chegou e o Beto tinha passado o dia todo em casa. O telefone tocou e minha conversou por 10 minutos com a outra pessoa no outro lado da linha. Quando desligaram, a minha veio dizendo que a " Tereza tinha feito cachorro quente para vocês e era para irem para lá" e, óbvio, somos para lá. Fiquei lá até terminar o Fantástico. Voltando, na garagem, vi meu pai mexendo no opala dele. Estava trocando o pneu do lado esquerdo do carro. Fiquei com ele, ajudando e, num relance, vi o seu Jardel e a dona Tereza, saindo na direção do parque do Flamengo. Falei com o meu pai que tinha esquecido meus botões(futebol de mesa) na casa do Beto e iria até lá buscá-los. Meu pai 'engoliu' aquela lorota minha fácil. Comecei a seguir o casal. Dona Tereza estava um 'estouro' ! Saia verde escura justa, meias pretas que subiam pelas coxa, saltos altos pretos. Usava um blusa preta de manga comprida. O seu Jardel estava de terno e gravata ! Alguma reunião estariam indo, claro. Pegariam um táxi na praia do Flamengo, pensava, mas atravessaram as pistas no sinal e subiram as passarelas passando pelo Aterro. Quando chegara bem próximo à praia, dois sujeitos colaram neles. Me escondi - porra, estava com medo do caralho ! O Aterro sempre foi um lugar do capeta à noite. Hoje, viados se encontram por lá ! Nos anos 1970, muitos casais arriscavam umas trepadas ao ar livre. Depois vieram os mendigos, em quantidade. Hoje, mendigos, viciados e pederastas. Continuei com eles até chegarem à praia. Só que eles viraram e entraram num lugar escuro cheio de arvores e moitas. Detalhe interessante.Quando os altos postes do aterro conseguiam iluminar o grupo - sim virou um grupo 1 - e eu ter conseguido vê-los novamente, o sujeito mais baixinho estava do lado direito, abraçado na dona Tereza com a mão esquerda na bunda dela ! E o cara mais alto, caramba!, abraçado também, só que do lado esquerdo, com a mão direita na nádega direita da dona Tereza ! Seu Jardel ? Seguia um pouco atrás observando tudo, passivamente !

    ResponderExcluir
  8. Bom, tudo acabou numa dupla-penetração perto de arvores cercadas por moitas. Os malandros - o mulatão pirocudo deitado na grama com a dona Tereza no meio da dupla e sendo enrabada com força e violência pelo Gomes, fazendo ela gemer e pedir mais e mais - com a ajuda do corno seu Jardel que, além de bater punheta nervosa vendo a putaria, era o vigia caso alguém aparecesse ! E ele metia a mão na bocada esposa abafando os gritinhos dela ! E eu, além de aprender cedo sobre a natureza das mulheres - e dos casais -, acabei me molhei todo... Noutro dia, pai e mãe dedicados. Seu Jardel e dona Tereza.

    Juquinha

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores